Cargando...

Promessas que não vingaram

Publicado em 28 - 02 - 2013
Promessas que não vingaram

Confira a lista de jogadores que tinham tudo para dar certo, mas, por algum azar do destino, nunca chegaram ao topo.

1 Moraes - Revelado pelo Vasco da Gama em 2002, o meia era considerado uma grande promessa no Gigante da Colina. Por conta de problemas com dirigentes, acabou indo para o Corinthians

2. Lulinha - Com uma extensão carreira nas categorias de base da Seleção Brasileira, subiu com apenas 17 anos para a equipe principal do Corinthians. Carregando o peso de maior artilheiro juvenil do Timão, com 297 gols nas divisões de acesso, era nome certo na boca torcida.

3. Gil - Outra promessa corintiana. Assim como sua rapidez dentro de campo, sua ascensão foi meteórica, conquistando uma vaga na Seleção e indo atuar no exterior.

4.Tartá - Revelado pelo Fluminense em 2007, foi destaque soberano nas divisões de base, quase foi campeão das Américas com o Flu, em 2008.

5. Erick Flores - Contemporâneo de Tartá, o meia era tido como o maior nome das categorias de base do Flamengo na última década. Sem conseguir fixar-se em um time, passou por Ceará, Náutico, Boavista, Duque de Caxias e Itumbiara, até chegar ao Avaí, onde hoje se encontra (Foto: Reprodução Internet)menos

6.Toró - Seu apelido era devido a ''chuva de gols'' que o pequeno atacante proporcionava nos jogos de futsal, quando era das categorias de base do Fluminense. Desde dezembro de 2011 atua pelo Figueirense (Foto: Reprodução Internet)menos

7.Kerlon - Sua genialidade passou a ser tratada com o famoso drible da foca, popularizado pelo atacante. Subiu rápido ao time principal do Cruzeiro e com pouco tempo de carreira já tinha ido para a Europa, tendo atuado no Chievo e na Inter de Milão.

8.Keirrison -Sendo artilheiro dos campeonatos paranaenses de 2006 e 2007, não demorou até alcançar voos maiores: foi parar no Palmeiras. Na capital paulista, o sucesso foi tanto que o atacante chegou a ser contratado pelo Barcelona, depois passou por Benfica e Fiorentina, sem conseguir retornar ao clube catalão.

9.Giuliano – Formado no Paraná, chegou ao ápice de sua carreira com 20 anos, sendo o destaque da final da Libertadores de 2010. A ida para a Seleção não demorou muito e a Europa era apenas questão de tempo, mas o meia, inexplicavelmente, sucumbiu a um belo início de carreira.

>> VEJA TAMBÉM: BASE DA SELEÇÃO BRASILEIRA COM SÉRIOS PROBLEMAS 

10.André - Tido como um atacante extremamente veloz e habilidoso, logo caiu nas graças da torcida santista, com muitos gols e formando uma das melhores duplas de ataque do Brasil, ao lado do amigo Neymar. Seu belo futebol o levou para o Dínamo de Kiev, da Ucrânia. Ao ir para o frio e distante país, seu talento parece ter sido congelado.

11.Breno - Campeão Brasileiro de 2007 com o São Paulo e Campeão Alemão de 2007-08 e 2009-10 com o Bayern de Munique, o zagueiro era considerado disparado o melhor de sua posição quando atuava no Brasil. Mesmo com todo esse reconhecimento, sua carreira caminhou para um destino trágico: com problemas alcoólicos, incendiou sua própria casa na Alemanha e hoje encontra-se preso na Europa.

12.Dentinho - Ao lado de Ronaldo, foi campeão da Copa do Brasil e do Campeonato Paulista, se tornando um dos jovens ídolos da Fiel corintiana. Foi negociado com o Shaktar Donetsk, da Ucrânia, onde atua até hoje, esquecido e fora dos holofotes (Foto: Reprodução Internet) menos.

13.Lenny - Conquistou a Copa do Brasil em 2007 com o Fluminense, mas atravessou má fase e foi emprestado ao Palmeiras. Passou por vários times, inclusive europeus, até chegar aos dias de hoje, sem clube.

14. Fábio Júnior - Bastou uma temporada e muitos gols pelo Cruzeiro para que a Roma desembolsasse 18 milhões de dólares pelo passe de Fabio Júnior. Os italianos compraram uma bijuteria achando que se tratava de uma joia rara. Aos 34 anos, ele está em seu 12° time na carreira.

15. Freddye Adu - Este ganês, naturalizado norte-americano, foi anunciado pela imprensa yankee como o novo Pelé. Assim que completou 18 anos, ele se transferiu para o Benfica de Portugal. E o que aconteceu? Nada.

16. Iranildo - Despontou no Botafogo com quem conquistou o Brasileirão de 1995, mas logo se transferiu para o Flamengo, não poderia ficar fora da lista, já que foi apelidado pela própria torcida rubro-negra como Eterna Promessa, já que não conseguia engrenar.

17. Pintinho - Um dos primeiros jogadores do futebol a ganhar a infame denominação de eterna promessa, Pintinho, o substituto de Zico, no Flamengo, foi uma das maiores revelações das divisões de base do clube carioca. Ele tinha apenas 14 anos e a badalação foi em vão, já que nenhum técnico deu oportunidades ao “sucessor” do Galinho. Ele foi emprestado para diversas equipes, até que recebeu passe livre do Fla, em 2001. Até hoje, ele guarda as chuteiras que recebeu de Zico no início da carreira.

Veja o vídeo de Pitinho 'sucessor à Zico': httpvh://youtu.be/THTWNcv7u6o

Fonte: esporteinterativo.yahoo.com e areah.com.br

Confira as imagens:

[gallery link="file"]

Deixe seu comentário