Cargando...

Entrevista coletiva da despedida de Seedorf

Publicado em 14 - 01 - 2014
Entrevista coletiva da despedida de Seedorf

Seedorf foi um marco no Botafogo e não da adeus e sim até logo

Seedorf anuncia sua saída do Botafogo e diz que isso não é um adeus.

Holandês ídolo do Milan, assume a equipe italiana e será o novo treinador do “Rosonero”

Seedorf começa entrevista agradecendo a todos do Botafogo inclusive o técnico Osvaldo de Oliveira.

“O Osvaldo de Oliveira me ajudou muito e quero que ele seja muito feliz e sempre estarei torcendo para ele” começou dizendo o holandês.
“Desejo melhor para o Botafogo e que mantenha o profissionalismo e todo o trabalho que foi feito. O nível do Botafogo melhorou graças ao empenho de todo mundo e devem manter o Botafogo onde ele deve estar. Tecnicamente e mentalmente o Botafogo evoluiu muito através do espirito do grupo” disse.

Seguindo o seu discurso inicial ele disse:
“Obrigado pela convivência neste ano que parecia cinco. Muitas coisas positivas que eu levo comigo. Muito obrigado ao Brasil por me acolher tão bem desde o começo nesse um ano e meio aqui o que me ajudou e muito para a minha carreira, que agora será como treinador do Milan” acrescentou.

“Então vim aqui fechar esse ciclo de maneira correta como Botafogo, de maneira amigável” completou.

PERGUNTAS DOS JORNALISTAS
- Você um jogador do Botafogo e um atleta do futebol brasileiro que muitas vezes o vimos você inquieto com algumas situações. O que não foi resolvido?


"O desafio no Botafogo foi um projeto que eu vim para cumprir, eu queria deixar um legado importante e o Botafogo me ajudou muito"
O desafio no Botafogo foi um projeto que eu vim para cumprir, eu queria deixar um legado importante e o Botafogo me ajudou muito a transmitir os valores de um atleta e de ser humano, Seedorf, e esse caminho que infelizmente foi curto, ao mesmo tempo foi muito bom, se eu tivesse mais três, ou cinco anos seria uma outra coisa.
Aqui eu estava muito focado com o resultado e ao mesmo tempo amadurecendo o time que era muito jovem.

- A demissão do alegre antecipou sua saída?
Foi decisivo sim, é óbvio que um deu 10 anos de vida no futebol, então quando ele me pediu ontem, não tive como negar.

- Você em Saquerema ou já vai para a Itália?
Vou treinar mais um pouco (rsrs). Vou lá para abraçar a todos, pois foi uma convivência importante. Não era a vontade de apenas ser campeão, mas sim para agregar para o clube.

- No auge ou quando não aguenta mais, qual o dilema para você encerrar a carreira?
Eu sempre vivi o futebol como parte da minha vida, não como a minha vida, pois o futebol pode acabar a qualquer momento e depois disso você tem que viver, agarrar a oportunidade que a vida lhe dá. Eu vivi muita coisa boa, eu aprendi muito, o Botafogo que ajudou.
meu objetivo era fazer brilhar essa estrela e ela está. Não estou arrependido de nada, estou tranquilo.
Eu poderia jogar, muito mais, mas não quis, tomei essa decisão que achei que foi a correta.

PERGUNTA AO PRESIDENTE
- É claro que o Botafogo ganhou muito com o Seedorf, mas no campo de marketing o que você pode dizer de ganhos em termos de marca com ele.
A questão mais importante foi a passagem dele aqui, foi ele, o ganho do Botafogo foi a presença dele, a chancela que ele deu às categorias de base do Botafogo. É claro que nosso número de sócio torcedor evoluiu em mais de 100% com a chegada dele, mas ele agregou muito mais interno do que externamente.
A grandeza de importância que ele teve no Botafogo desde à base foi a melhor contribuição que ele deu ao Botafogo.

-Deixe seu recado para a torcida que sempre te apoiou.

"Não é um adeus, ainda terei uma oportunidade para abraçar a torcida, agradeço o carinho desde o primeiro dia até hoje durante esse um ano e meio"
Não é um adeus, ainda terei uma oportunidade para abraçar a torcida, agradeço o carinho desde o primeiro dia até hoje durante esse um ano e meio. Foi um relacionamento muito bonito. Nossa torcida aprendeu que o nosso clube é um clube vencedor.
Meu último jogo foi muito bom, um gol especial, último gol da partida, um jogo maravilhoso e com a torcida que faz a diferença. Mais pra frente quero estar com eles novamente.

- Sobre seu futuro muito próximo sobre ser treinador. O que você diz sobre esse novo desafio?
Eu gosto de desafios, estou bem tranquilo. Quero fechar bem aqui no Botafogo para depois pensar no Milan.

- Seedorf, você que gosta muito de música, tem alguma para representar essa passagem pelo Botafogo, Uma trilha sonora de sua despedida?
Porque você não me perguntou há três dias (rsrs)? Difícil, terei de pensar, mas com certeza terá uma música para representar essa minha passagem.

- Você pensa em fazer um jogo de despedida no maracanã?
Não sei. Gostaria de agradecer a torcida em campo, mas isso tem que ver mais para frente.

O futebol sentirá falta desse craque!

Deixe seu comentário