Cargando...

Mercado mundial da bola cresce, menos no Brasil, que perde investimentos

Publicado em 11 - 02 - 2015
Mercado mundial da bola cresce, menos no Brasil, que perde investimentos

Os investimentos no futebol só crescem no resto do mundo

A expansão do mercado da bola em nível mundial, contrasta com a nossa realidade, com muitos clubes tendo dificuldade para encontrar patrocinadores master

Estudo da consultoria Deloitte revelou esta semana que a renda dos 20 clubes mais ricos do mundo não para de crescer. O Real Madrid encabeça uma lista que faturou 772 milhões de euros a mais do que no ano anterior.

O montante total destes clubes chega a mais de 6 bilhões de euros.

?Enquanto isso, a realidade no Brasil é bem diferente. A receita dos clubes parou de crescer e, se considerarmos o ano de 2014, times como São Paulo e Corinthians tiveram inclusive queda em relação ao ano anterior.

+ Federação Carioca fatura mais que os clubes

Está cada vez mais fácil encontrar uma equipe da primeira linha do futebol nacional sem um patrocínio master fixo. O investimento caiu muito depois da Copa do Mundo.

A Premier League, principal liga do futebol mundial, anunciou esta semana que negociou seus direitos de transmissão pelo valor recorde de R$ 21 bilhões pelos próximos quatro anos.

Um aumento de 70% em relação ao contrato anterior, o que eleva para R$ 43 milhões o preço de cada uma das partidas.

?Pelo menos o dinheiro da TV segue aumentando por aqui. Alguns clubes, como Corinthians e Flamengo, já tem inclusive o aumento previsto em contrato para 2016.

A Globo não tem nenhum interesse em perder o futebol para a concorrência e deve continuar investindo. O problema é que o modelo de negociação individual com cada clube só aumenta o abismo entre os times brasileiros.

?O reflexo da queda de investimento brasileiro foi vista agora na janela de transferências. Mercados periféricos como o chinês e o mexicano ganham força e podem tirar nossos maiores astros dos nossos clubes de ponta.

Deixe seu comentário