Cargando...

Jogo aberto

Publicado em 22 - 10 - 2015
Jogo aberto

Tricolor leva a vantagem para São Paulo

Fluminense vence Palmeiras, Peter Siemsen fica descontrolado com marcação de pênalti e Palmeiras reclama de gol legal que foi anulado.

O segundo jogo da semifinal entre Palmeiras e Fluminense promete muitas emoções. No primeiro encontro o jogo pegou fogo.

Em um jogo intenso, Fluminense e Palmeiras tiveram seus momentos. O primeiro tempo o Tricolor foi melhor. Atacando muito, o time de Eduardo Baptista foi para o vestiário ganhando de 2x0. Gols de Marcos Junior e Gum.

Já no segundo tempo o Palmeiras foi melhor. Zé Roberto passou a comandar o meio de campo e as coisas melhoraram para o Verdão. Em um lance polêmico, Gum derrubou o meia dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Após muitos protestos dos jogadores do Flu, Zé Roberto cobrou e diminuiu para o Palmeiras.



Minutos depois, Amaral empataria com um gol legal, mas o árbitro assistente anulou alegando haver impedimento. O Palmeiras também protestou, mas não igual ao Fluminense.



Com a vitória de 2x1 sobre o Palmeiras, o Fluminense leva a vantagem para o segundo jogo.

Após o jogo, o presidente do Fluminense, Peter Siemsen fez duras acusações ao árbitro Leandro Vuaden.



Mesmo assim, o Tricolor carioca saiu muito contrariado no Maracanã. O presidente do Fluminense, Peter Siemsen, e o vice de futebol do clube, Mário Bittencourt foram denunciados pelo árbitro Leandro Pedro Vuaden na súmula do jogo contra o Palmeiras, pela semifinal da Copa do Brasil, nesta quarta-feira. Segundo o juiz gaúcho, os dirigentes o xingaram após o término do confronto. Vuaden também colocou na súmula a descrição do momento em que expulsou Pedro Gama, auxiliar técnico do Flu.

"No momento do acesso à zona mista, escoltados pelo policiamento, após o termino do jogo, o senhor Peter Siemsen, presidente do Fluiminense Football Club, veio em minha direção proferindo aos gritos as seguintes palavras: "Safado, ladrão, pilantra, seu filho da p.., fazedor de resultado. Você apita para os ricos. Eu te conheço de outros tempos, você é a vergonha da arbitragem. " Informo ainda que o citado veio correndo em minha direção, sendo contido pelo policiamento. " - descreveu Vuaden, sobre o presidente tricolor.



CONFIRA OS ESQUECIDOS PELA FIFA PARA A BOLA DE OURO

Notícias Mais Lidas

Deixe seu comentário