Notícias 

Presidente de organizada do Atlético-PR diz ter orgulho dos brigões

Através de nota oficial, Julião Sabota defendeu torcedores que foram presos pela briga em Joinville

O presidente da torcida organizada do Atlético-PR, “Os Fanáticos”, Julio Cesar Sobota, conhecido como Julião, que é ex-vereador de Curitiba, divulgou uma nota oficial no site da torcida parabenizando os torcedores que brigaram com vascaínos na Arena Joinville, em partida válida pela última rodada do Brasileiro da última temporada.

No comunicado, “Julião” criticou a falta de segurança no estádio e cobrou punição as autoridades responsáveis pela não presença de policiais na Arena Joinville. Além disso, o presidente da organizada disse que sua torcida agiu em legítima defesa e que o confronto entre torcidas é uma “situação comum e frequente em nosso meio, que na maioria das vezes poderia ter sido evitada”.

FIFA AMEAÇA TIRAR ARENA DA BAIXADA DA COPA

GUIA DO CAMPEONATO PARANAENSE

BRIGÕES FICARAM EM CELAS SEPARADAS

Através da nota, o presidente da organizada ainda defendeu os torcedores que foram presos pela briga:
“Nossos integrantes que foram detidos não são bandidos, são irmãos, filhos, pais de família, cidadãos sem antecedentes criminais, com moradia fixa, trabalhadores, que ficaram presos 33 dias sem nenhum motivo legal” – disse Julião, que acrescentou:

Tenho orgulho por possuir irmãos como vocês, que mais uma vez provaram que possuem caráter e ideologia de Torcida

“Despeço-me parabenizando e agradecendo todos os torcedores do Atlético que foram presos devido a briga em Joinville. Tenho orgulho por possuir irmãos como vocês, que mais uma vez provaram que possuem caráter e ideologia de Torcida”.

Na última segunda-feira, 17 torcedores que estavam presos em Joinville foram liberados sob a alegação de que a audiência ainda não foi marcada e que a demora “afigura-se desproporcional”.
Na mesma sentença, a juíza Luciana Malgarin, da 1ª Vara Criminal, decidiu pela manutenção da prisão de Thyago Almeida Rosa da Silva de Oliveira, Stevam Vieira da Silva, Ricardo Henk e Robson Moreira da Cruz, também envolvidos na barbárie da Arena Joinville.

Artigos Relacionados

Leave a Comment