Notícias 

‘Se é pra ser roubado, melhor nem jogar’, dispara vice de futebol do Vasco

Ercolino de Luca reclamou diretamente com o presidente da Federação e questiona o que falará para os atletas na reapresentação

O Vasco da Gama esteve muito próximo de sagrar-se o campeão carioca ontem. No entanto, um gol irregular no último minuto da etapa complementar acabou com as chances vascaínas, que amargaram mais um vice em sua história. O erro da arbitragem em não anular o tento de Marcio Araújo, impedido no lance, custou caro e foi bastante questionado. Por conta disso, o vice-presidente de futebol do Vasco, Ercolino de Luca, não perdeu a oportunidade de reclamar diretamente à Rubens Lopes, presidente da Federação do Rio de Janeiro de Futebol (FERJ), que adentrou ao vestiário alvinegro após a partida para cumprimentar o mandatário do clube, Roberto Dinamite, pelos seus 60 anos.

“Acho que temos que parar de disputar o Carioca. Falei isso diretamente para o Rubinho após o jogo. Ele virou a cara para mim e foi embora. Agora eu pergunto: o que vamos falar para os nossos jogadores na reapresentação depois dessa final? Se é para ser roubado, melhor nem jogar”, lamentou Ercolino.

VEJA MELHORES MOMENTOS E OS GOLS DO JOGO

Ercolino lamentou ainda o esforço de seu grupo, que permaneceu até as partidas da semifinal sem receber salários, mas que se manteve envolto ao objetivo maior, que era o título. Pela conquista, um bicho seria pago, e parte dessa premiação, cerca de R$3,5 milhões, seria destinada aos atletas.

“Nosso elenco ficou de janeiro até os jogos contra o Fluminense sem receber um tostão. É um grupo maravilhoso. E o que acontece? Chegamos à final, eles iriam ganhar um bicho pelo título e somos assaltados de novo. O Vasco fez um sacrifício danado para ser campeão e tudo termina assim. Dava para ver esse impedimento… Não foi por milímetros! Era um corpo inteiro de diferença! Todos ficaram revoltados. Pergunto novamente: como vai ser no dia seguinte, o que vou falar para eles?”, questionou o dirigente.

Pelo empate no primeiro jogo, também em 1 a 1, o Vasco precisava de uma vitória sobre o adversário para ser o campeão. Sendo assim, aos 29 minutos do segundo tempo, Pedro Ken sofreu pênalti e Douglas foi para a cobrança. O meia converteu a penalidade e abriu o marcador em favor do Cruz-Maltino no Maracanã. A partida seguia com vitória vascaína até os 45 minutos. Depois da cobrança de escanteio, Nixon cabeceou na trave e Marcio Araújo, no rebote e impedido, empatou a partida. O resultado de igualdade deu o título ao Flamengo que, pela melhor campanha, tinha a vantagem de dois placares iguais.

Artigos Relacionados

Leave a Comment