Notícias 

Henrique se surpreende com carinho de fã palmeirense em Atibaia

orcedor do Palmeiras tem camisa 19 personalizada, com o nome do centroavante

O centroavante foi surpreendido nesta semana em Atibaia, onde o Verdão está hospedado, no interior de São Paulo, quando um torcedor mirim se aproximou. Lucca Prandini, de sete anos, usava a camisa 19 do alviverde, com o nome de Henrique nas costas.

+ Com meio time de gringos, Verdão adota o portunhol como língua oficial

Foi a primeira vez que isso aconteceu na carreira do atacante de 24 anos. Ele conta que se arrepiou. E é pelo objetivo de se tornar ídolo de toda a torcida que o artilheiro segue trabalhando.

“Isso não tem preço. Esse carinho da torcida é muito bom. Não imaginava que ia ser tão rápido. Mas sei que tem muito chão pela frente ainda. A repercussão e a visibilidade que o Palmeiras dá… nossa, é impressionante” – comentou.

Henrique tem só dois meses de Palmeiras. Mas, se depender dele, vai continuar no time por muitos anos

O pequeno Lucca é só elogios para o ídolo. Não imaginava que fosse tão humilde e “normal”. Ele e o irmão Luidi, de três anos, são fanáticos pelo Verdão graças ao pai, Anderson Prandini, morador de Lençóis Paulista. Quando soube que o Palmeiras se hospedaria em Atibaia, Prandini não pensou duas vezes e embarcou com a família para o mesmo hotel.

“Eu amo esse time e passo esse amor para minha família. Melhor ainda é quando os jogadores e a comissão técnica atendem os fãs com toda atenção. O Gareca (Ricardo Gareca), o Wesley, o Henrique, não tem o que falar desses caras. São demais” – elogiou o papai coruja.

Com contrato até o fim do ano, ele revela o sonho de permanecer, conquistar títulos e ter seu nome na história do clube

Pai e filho são unanimidade quando a pergunta é: quem é melhor, Barcos, Alan Kardec ou Henrique? Para a família Prandini, é Henrique e mais 10 no Verdão:

“Tem que fazer um contrato com ele até 2020. Põe uma cláusula lá que ele não pode sair. No jogo-treino (contra o Barueri), você vê: tem o faro do gol. Ele é melhor que Kardec, Barcos, tudo junto. Pode somar todos esses aí que não tem comparação. O Henrique é palmeirense mesmo”. concluiu

Artigos Relacionados

Leave a Comment