Notícias 

Seis dos dez maiores salários do futebol brasileiro, são de estrangeiros

Ronaldinho Gaúcho tem o maior salário do país, mas TOP 10 conta com holandês Seedorf, o argentino D’Alessandro e Barcos, o chileno Valdívia, peruano Guerreiro, e uruguaio Forlán

Com o recente crescimento das receitas dos clubes, o futebol brasileiro atingiu outro patamar econômico, destoando dos vizinhos sul-americanos. O Brasil, país historicamente conhecido por ser o maior exportador de talentos no mercado da bola, passou também a ser um grande importador de jogadores, o que elevou o nível dos salários pagos por aqui.

Veja também o Ranking dos melhores clubes de 2013

Os salários oficiais dos jogadores não são divulgados pelos clubes, mas a pedido de Época NEGÓCIOS, a consultoria Pluri fez uma estimativa dos atletas que têm os holerites mais fartos.

O resultado mostra que atualmente, dos dez maiores salários do futebol brasileiro, seis são de jogadores estrangeiros.

O meia Ronaldinho Gaúcho, do Atlético-MG, é o jogador que mais ganha para jogar no Brasil: R$ 10,8 milhões ao ano, seguido de Fred, do Fluminense, com R$ 9 milhões/ano.

Depois deles, no entanto, figuram jogadores de outros países: o holandês Seedorf (Botafogo), o argentino D’Alessandro (Internacional), o chileno Valdívia (Palmeiras), o argentino Barcos (Grêmio), o uruguaio Forlán (Internacional) e o peruano Guerrero (Corinthians) estão entre os dez maiores salários do Brasil. Entre os vinte mais bem pagos a lista de estrangeiros aumenta com os argentino Montillo (Santos) e Scocco (Internacional), e o chileno Vargas (Grêmio).

Artigos Relacionados

Leave a Comment