Notícias 

Itaquerão na visão dos torcedores

Torcedores do mundo todo reclamaram das instalações do Itaquerão

A seleção brasileira venceu a Croácia por 3 a 1, diante de 62.103 mil torcedores, na Arena Corinthians, na abertura da Copa do Mundo de 2014. Durante o primeiro grande evento no novo estádio, torcedores opinaram sobre o que funcionou ou não. Problemas nos banheiros, nas lanchonetes e nos assentos foram as principais críticas.

A chegada e saída do estádio ocorreram bem. Não houve nenhum grande tumulto. Houve um bom policiamento, o que garantiu segurança e ordem no entorno do estádio. Os voluntários foram elogiado pela disposição e pela comunicação. O metrô e os trens foram os meios de transporte mais utilizados, o que facilitou o acesso ao Itaquerão e ajudou a não correr congestionamento na região. Outro ponto alto do estádio foi a acessibilidade. Cadeirantes elogiaram o local e a assistência em geral.

As críticas começam antes do jogo. Uma hora antes da abertura, só havia uma lanchonete aberta no local que vendesse comidas além de chocolate e pipocas.

Problemas nas estruturas do estádio também foram relatados. A começar pelo apagão na parte dos refletores, que acabaram sendo restabelecidos apenas no segundo tempo do jogo. Além disso, as arquibancadas provisórias foram um grande problema. A estrutura não passou segurança aos torcedores em geral.

Sem contar que foram relatados diversos casos de problemas com ingressos. Com ingressos para um dos setores mais caros da arquibancada (aproximadamente R$990,00), alguns torcedores foram levados a fileiras sem assentos e tiveram que sentar no chão. Segundo a Fifa, esses lugares não deveriam ter sido vendidos e acabaram conseguindo realocar os torcedores.

Os banheiros foram outro problema. Falta de água, pias entupidas, falta de papel higiênico incomodaram os torcedores que pagaram caro para entrar no estádio. Os bares do estádio não pareciam estar preparados para a quantidade de gente. Relatos de venda de comida ainda congelada, cerveja quente e falta de água foram as principais reclamações, seguidas sobre os preços abusivos. Em muitos momentos, as máquinas de cartões de crédito não funcionavam.

Até o momento, o Comitê Organizador Local e a Fifa não se pronunciaram sobre os problemas.

Artigos Relacionados

Leave a Comment